Avenida Paulista

A avenida Paulista é um dos logradouros mais importantes do município de São Paulo,. Considerada um dos principais centros financeiros da cidade, assim como também um dos seus pontos turísticos mais característicos, a avenida revela sua importância não só como pólo econômico, mas também como centralidade cultural e de entretenimento. Devido à grande quantidade de sedes de empresas, bancos, hotéis, Hospitais e instituições culturais, como o MASP, movimentam-se diariamente pela avenida Paulista milhares de pessoas oriundas de todas as regiões da cidade e de fora dela.

MASP

O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (mais conhecido pelo acrônimo MASP) é uma das mais importantes instituições culturais brasileiras.
O MASP possui a mais importante e abrangente coleção de arte ocidental da América Latina e de todo o Hemisfério Sul, em que se nota sobretudo os consistentes conjuntos referentes às escolas italiana e francesa. Possui também extensa seção de arte nacional e pequenos conjuntos de arte africana e asiática, artes decorativas, peças arqueológicas etc., totalizando aproximadamente 8 mil peças. O acervo é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O museu também abriga uma das maiores bibliotecas especializadas em arte do país.

Parque Ibirapuera

O Parque Ibirapuera é um grande parque urbano na cidade de São Paulo, Brasil. Tem uma grande área de lazer, jogos e caminhadas, possui também um centro de convenções. A sua importância para São Paulo é comparável ao Central Park em Nova York. Inaugurado em 1954 para o 400 º aniversário da cidade, com prédios desenhados pelo famoso arquiteto Oscar Niemeyer e paisagístico de Roberto Burle Marx designer, Parque Ibirapuera abrange uma área de quase dois Km². O segundo maior parque da cidade. A entrada é gratuita. 

Centro Cultural Júlio Prestes

O Centro Cultural Júlio Prestes, que está na antiga Estação Júlio Prestes, foi inaugurado no dia 9 de julho de 1999. O edifício foi completamente restaurado e remodelado pelo Governo do Estado como parte do projeto para a revitalização do centro da cidade. Abriga a Sala São Paulo, que tem uma capacidade de 1498 lugares, e é o lar da Orquestra sinfônica do Estado de São Paulo. É um palco para apresentações sinfônica e de câmara, e foi concebido de acordo com o mais atualizado com os padrões internacionais, comparável ao Boston Sinfônica Municipal, Musikvereinssaal em Viena e o Concertgebouw, em Amesterdã.

Catedral da

A Catedral da Sé de São Paulo, é a catedral da cidade de São Paulo, no Brasil. A sua construção, em estilo neo-gótico, começou em 1913 e só terminou quatro décadas mais tarde. 
A Catedral é a maior igreja em São Paulo: 111 metros de comprimento, 46 metros de largura, com as duas torres atingindo uma altura de 92 metros. A Catedral é uma igreja com uma cruz latina e uma cúpula que atinge os 30 metros ao longo da travessia. Embora o edifício tem estilo neo-gótico geral, a cúpula é inspirada na Renascença, cúpula da Catedral de Florença. 
A Catedral tem uma capacidade total para 8000 pessoas. Mais de 800 mil toneladas de mármore raro foram utilizados em sua realização. O interior é decorado com capitéis esculpidos brasileira elementos como ramos café, abacaxi, tatus, etc

Estação da Luz

A Luz é uma estação é uma estação de trem localizada no bairro da Luz, em São Paulo, Brasil. Integra a rede de transportes sobre trilhos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e do Metrô de São Paulo. A estação abriga ainda o Museu da Língua Portuguesa, uma instituição cultural ligada à Secretaria de Cultura do estado de São Paulo. A estação é uma espécie de templo à magnitude do poder do café na história da cidade. Erguida junto ao Jardim da Luz, por décadas a sua torre dominou a paisagem paulistana. O seu relógio era o principal referencial para acerto dos relógios da cidade.

Teatro Municipal

Teatro Municipal de São Paulo é um dos mais importantes teatros na América do Sul e um dos marcos da cidade de São Paulo. É significativo tanto para o seu valor arquitetônico, como pela sua importância histórica, tendo sido o palco para a Semana de Arte Moderna, em 1922, que revolucionou as artes no Brasil. O edifício abriga atualmente a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, o Coral Lírico (Lyric Coro) e do Balé da Cidade de São Paulo.

Mercado Municipal

O Mercado Municipal de São Paulo, inaugurado em 1933, é um importante entreposto comercial de atacado e varejo, especializada na comercialização de frutas, alimentando legumes, cereais, carnes e outros produtos. O edifício, em estilo eclético, foi construído entre 1928 e 1933. O mercado é hoje um ponto de encontro dos nativos de São Paulo.

Bairo da Liberdade

A Liberdade é um distrito da região central da cidade de São Paulo. É o maior reduto da comunidade japonesa na cidade, a qual, por sua vez, congrega a maior colônia japonesa do mundo, fora do Japão.
A influência cultural pode ser sentida nas ruas de luminárias tipicamente orientais (onde até as placas dos estabelecimentos são escritas em caracteres orientais) e nas feiras temáticas que acontecem periodicamente. Lá se encontram diversos artigos típicos da cultura oriental e japonesa, sendo, então, um ótimo centro de compras destes produtos.

Mosteiro de São Bento

O Mosteiro de São Bento é um dos edifícios históricos mais importantes da capital paulista. O conjunto todo é o Mosteiro de São Bento, o qual tem em sua portaria o principal acesso onde os monges que aí vivem em oração, ficam de prontidão a receber todos os hospedes e visitantes, acolhendo assim os que vem à vida de oração, retiro, ou procuram orientação espiritual ou confissão; nele há a clausura monástica, a Basílica de Nossa Senhora da Assunção onde há o coro para o ofício divino rezado diariamente pelos monges e a missa é celebrada, ambos no rito monástico e com canto gregoriano, e Colégio de São Bento e Faculdade de São Bento.

Edifício Martinelli

O edifício Martinelli foi primeiro edifício do Brasil. A construção foi iniciada em 1922, foi inaugurado em 1929 com 12 andares,e a construção seguiu até 1934 terminando a obra com 30 andares (130 metros). Em 1932, durante a Revolução Constitucionalista, abrigou em seus terraços superiores, uma bateria de metralhadoras anti-aéreas, para defender São Paulo do ataque dos chamados "vermelhinhos", os aviões do Governo da República, que sobrevoavam a cidade ameaçando bombardeá-la.